Casa Abrigo a Mulheres Vítimas de Violência

 

As Casas Abrigo constituem-se como uma resposta de acolhimento temporário para situações de risco/perigo, dirigida a mulheres vítimas de violência doméstica, acompanhadas, ou não, de filhos menores e sem outros recursos para além da institucionalização. São unidades residenciais que oferecem às suas utentes uma habitação protegida e um atendimento/acompanhamento a tempo integral.

A Casa Abrigo Mulheres Vitimas de Violência abriu portas em 2002 e é uma resposta social da Santa Casa da Misericórdia de Bragança (SCMB). É a única Casa Abrigo em todo o distrito de Bragança. Trata-se de um serviço que presta apoio a mulheres vítimas de violência e filhos menores de idade, proporcionando-lhes um ambiente seguro em que possam construir uma nova vida.

A intervenção desenvolvida por esta resposta social tem um carácter biopsicossocial e procura intervir na recuperação física, psicológica e social das vítimas. Desta forma, ao longo da intervenção, procura-se ir ao encontro dos seguintes objetivos:

  • Informar e apoiar relativamente a assuntos de foro jurídico,
  • Prestar apoio psicológico e social,
  • Disponibilizar apoio educativo,
  • Encaminhar para formação profissional com o intuito de melhorar a escolaridade e permitir uma melhor integração no mercado de trabalho;
  • Desenvolver formação relacionada com o desenvolvimento pessoal, gestão de conflitos, diferentes formas para lidar com a violência.

Este trabalho é feito através de uma equipa multidisciplinar que estabelece uma estreita articulação com os diferentes serviços e instituições locais que podem auxiliar na recuperação das vítimas.

Para a persecução dos seus objectivos, a Casa Abrigo tem estabelecido protocolos de colaboração e cooperação com diferentes entidades da cidade de Bragança, nomeadamente nas áreas da justiça, saúde, educação, formação profissional, emprego.

Ao longo destes treze anos de existência várias foram os casos de sucesso que passaram pela Casa Abrigo, mulheres que conseguiram reconstruir as suas vidas e voltar a sorrir.