Capelania

Capelão: Pe. José Carlos Martins (964162426)

 

 

Horário Semanal de Celebrações na E.R.P.I.:

Terça-feira: 10h30

Quinta-feira: 10h30

Recitação do Rosário: Diariamente

C.E.E.: Todas as últimas segundas-feiras de cada mês pelas 11h00

 

PLANO DE ATIVIDADES - SCMB

2018-2019

 

Mês

 

Atividade a desenvolver

Outubro

  • Recitação diária do Rosário, nos lares e UCC
  • Eucaristia 2x por semana e celebração da Palavra esporadicamente
  • Eucaristia mensal no CEE (última segunda-feira do mês)

 Adoração do SS.mo Sacramento

  • Distribuição diária da comunhão
  • Reuniões com catequistas e Início da catequese
  • Reuniões com professores e Enc. Educação
  • Início das aulas de EMRC
  • Distribuição de manuais e demais subsídios didácticos

 

Novembro

  • Dinamização do mês das Almas; Eucaristia e Ofício de Defuntos pelos benfeitores, funcionários e utentes da SCM falecidos
  • Reuniões de avaliação com

a)     Catequistas

b)    Ministros da Comunhão

c)     Diácono responsável pelo culto na Igreja

d)    Prof. De EMRC

e)    Responsáveis pelos vários serviços na SCMB

 

Dezembro

  • Participação activa nas Festas e Ceias de Natal
  • Dinamização do “Mês do Natal”
  • Abertura do Ano Pastoral
  • Várias Celebrações de Natal

a)     Idosos

b)    Crianças

c)     Deficientes

d)    Escola

e)    Funcionários

 

Janeiro

  • Dinamização/Participação nos “Reis”
  • Eucaristia de Reis
  • Dia Mundial da Paz – Mensagem do Papa
  • Carta aos Irmãos
  • Visita Pastoral do Sr. Bispo à Instituição

Fevereiro

  • Reuniões de avaliação com os responsáveis dos vários serviços
  • Celebração comunitária da Santa Unção
  • Dia Mundial do Doente

 

Março

  • Lectio Divina
  • Quaresma (sua preparação, vivência e dinamização)
  • Celebrações Penitenciais (Utentes e funcionários)

 

Abril

  • Iniciativa cultural no Domingo de Ramos
  • Semana Santa
  •  Tríduo preparatório com Pregação
  • Admissão de novos Irmãos
  • Participação na Missa Crismal na Catedral
  • Adoração da Santa Cruz, Procissão do Enterro e demais celebrações
  • Dinamização e vivência do Tempo Pascal
  • Visita Pascal

 

Maio

  • Dinamização e vivência do Mês de Maria
  • Participação no Encontro Nacional de alunos de EMRC – 1º ciclo em Fátima

Junho

  • Comunhões
  • Celebrações de Preparação
  • Festas de final de ano
  • Participação na peregrinação nacional das Misericórdias em Fátima
  • Reuniões de avaliação

Julho*

e

Agosto*

  • Férias do Capelão

*As ferias verificar-se-ão só num dos meses mencionados

 

 A Capelania procurará ainda cumprir os seguintes itens:

 

  1. Participação em todas as reuniões e eventos da SCM, para as quais for convocado ou delegado;
  2. em todos os meses cuidar para que se realizem as Eucaristias, Celebrações, Adoração e distribuição da Comunhão e Recitação do Rosário, mencionadas (não só nos que vem mencionado na grelha);
  3. Duas vezes por semana, atendimento pessoal, de utentes e funcionários, no Gabinete do Capelão;
  4. Reuniões periódicas com o Provedor
  5. Celebração da Santa Unção, e demais sacramentos, a qualquer hora, todos os dias, sempre que for chamado.
  6. Desenvolver o seguinte projeto validado e deferido pelo Ministério da educação ao abrigo da Mobilidade Estatutária:

INTEGRAR E ACOLHER NO RESPEITO POR TODAS AS CULTURAS

 

  • Promover e consolidar os valores que conduzam ao exercício duma cidadania respeitada e respeitadora.
  • Criar laços que valorizem a solidariedade e a entreajuda.
  • Motivar as crianças para o respeito pela diversidade cultural e para a afirmação duma ética integradora.
  • Promover o respeito pela dignidade da pessoa de acordo com o programa e conteúdos de E.M.R.C.
  • Acolher e ouvir experiências de vidas e potenciá-las para o enriquecimento da comunidade.
  • Criar espaços de partilha, atenuar a solidão e potenciar o encontro de experiencias pedagógicas que visem o enriquecimento integral da pessoa.
  • Ser uma presença ativa procurando ir ao encontro das principais aspirações da comunidade educativa.
  • Disponibilidade permanente para ajudar os demais profissionais a criar consensos, superar dificuldades e dignificar a pessoa dos alunos.
  • Potenciar o apoio espiritual, no respeito por todas as confissões religiosas.

 

 

Guardar

Guardar

Guardar

Guardar

Guardar

Guardar

Guardar

Guardar

Guardar

Guardar

Guardar

Guardar

Guardar

Guardar