Centro de Educação Especial

 

O Centro de Educação Especial de Bragança foi criado pelo Instituto de Assistência a Menores (Direcção Geral de Assistência) em 12 de Junho 1968.

Funcionou no Centro de Reeducação (Internato da Cidadela) até 1972, data em que foram inauguradas as actuais instalações em Vale de Álvaro, com a denominação de Internato Casa Duque de Bragança.Destinava-se a crianças de ambos os sexos, na faixa etária dos 7 aos 18 anos de idade com Deficiência Motora, Auditiva, Intelectual e outras que exigissem métodos especiais de educação.

Um dos objectivos era assegurar a educação e integração familiar e social das crianças e adolescentes.

Até Dezembro de 1983 teve autonomia administrativa e financeira, passando, a partir de Janeiro de 1984, a estar integrado orgânica e funcionalmente no Centro Regional de Segurança Social de Bragança.

Actualmente destina-se a jovens e adultos de ambos os sexos, com idade igual ou superior a 16 anos, pertencendo ao Instituto de Segurança Social, IP, encontra-se com gestão externa da Santa Casa da Misericórdia de Bragança desde Setembro de 2013.

Frequentam a Instituição 66 utentes com deficiência mental e multideficiência, em regime de internato e semi-internato.

As melhorias implementadas no funcionamento da instituição aos residentes desde que é gerida pela SCMB são inúmeras: serviço permanente de apoio 365 dias por ano, 24h por dia; serviço de enfermagem permanente e médico regularmente; admissão de novos clientes, aumento de colaboradores, implementação de uma eucaristia mensal, criação de uma horta biológica, criação de galinhas e coelhos, usufruir diariamente de uma piscina coberta redesenhada e equipada para pessoas portadoras de deficiência, atividades fora de portas sempre delineadas a pensar na promoção do bem estar dos clientes do Centro de Educação de Bragança.

É nossa missão promover a qualidade de vida dos nossos clientes, “para que as dimensões físicas, psíquica, intelectual, espiritual, emocional, cultural e social da vida de cada pessoa com deficiência possam por ela ser desenvolvidas sem limitações dos seus direitos fundamentais à identidade e à autonomia”. (Manual de Boas Práticas, 2001) para tal a boa articulação de complexos factores organizacionais e relacionais contribuem para o respeito e a promoção da dignidade de cada pessoa, considerada na sua individualidade, pessoa com direitos, deveres e com uma cidadania plena.

MISSÃO O Centro de Educação Especial existe para promover a habilitação e capacitação de pessoas com deficiência ou incapacidade, através de práticas inovadoras e de elevada qualidade contribuindo para uma sociedade inclusiva.
VISÃO Ser reconhecida como uma instituição de referência no apoio a pessoas portadoras de deficiência intelectual ou incapacidade, contribuindo para uma cidadania de pleno direito, baseando a sua intervenção na melhoria contínua das suas práticas e na elevação da qualidade dos serviços prestados.
VALORES
SOLIDARIEDADE Acolher com carácter solidário todos os que recorrem aos nossos serviços;
RESPEITO Respeitar a condição e características de todos os que apoiamos e daqueles que connosco colaboram
COOPERAÇÃO Esforço conjunto, um dar e receber que sejam satisfatórios para ambas as partes
INTEGRIDADE Respeitar os deveres e direitos de todas as partes interessadas e as   regras organizacionais de conduta
COMPROMISSO Caminhar em direcção à excelência, numa lógica de parceria e co-responsabilidade
EMPREENDEDORISMO Pensar e criar projectos inovadores, em parceria e de forma sustentada, elaborados a partir de necessidades de uma sociedade mais inclusiva
QUALIDADE E EXCELÊNCIA A qualidade constitui o motor de sucesso de qualquer organização. Uma cultura baseada na qualidade promove a eficácia e eficiência organizacional, conduzindo à excelência dos serviços
     

fachado do edificioCEE

Atividades realizadas no Centro de Educação Especial